LEXDATA

CNAE: Guia completo de tudo que você precisa saber

CNAE é a classificação Nacional de atividade econômica, o seu principal objetivo é categorizar empresas, instituições públicas, organizações sem fins lucrativos e até mesmo profissionais autônomos em códigos de identificação que são utilizados nos cadastros e registro da administração federal, estadual e municipal.

O CNAE tem o objetivo de proporcionar melhorias na gestão tributária e conseguir controlar ações fraudulentas, além de garantir a definição certa de quais impostos devem ser pagos.

A escolha de um código CNAE divergente pode levar sérios transtornos para sua empresa, para evitar esses transtornos e para que você entenda tudo sobre CNAE, criamos este conteúdo completo.

O que é CNAE?

Como já havíamos dito anteriormente, CNAE significa a Classificação Nacional de Atividades Econômicas que é basicamente um código utilizado para identificar quais são as atividades econômicas exercidas por uma empresa.

Existe uma lista de códigos da CNAE que é formado pela combinação de 7 números, que são a junção das seções, divisões, grupos, classes e subclasses.

Os grupos se dividem da seguinte maneira:

  • Seções: total de 21 e correspondem ao primeiro número do CNAE;
  • Divisões: total de 87 e correspondem ao segundo número do CNAE;
  • Grupos: total de 285 e correspondem ao terceiro número do CNAE;
  • Classes: total de 672 e correspondem ao quarto número do CNAE e ao dígito verificador;
  • Subclasses: total de 1.318 e correspondem aos dois últimos números do CNAE após o dígito verificador.

EXEMPLO:

  • 7020-4/00 – CNAE para empresa de consultoria administrativa;
  • 6911-7/01 – CNAE para empresa de consultoria jurídica;
  • 5611-2/02 – CNAE para bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas;
  • 5611-2/05 – CNAE para bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas, com entretenimento

Como surgiu o CNAE?

A classificação Nacional de atividade econômicas surgiu no dia 4 de setembro de 2006 (n°1) e do dia 6 de dezembro de 2006 (n° 02), a CNAE é resultado de um trabalho conjunto das esferas fiscalizadores federais, estaduais e municipais.

Que fica a cargo da Secretaria da Receita Federal, o objetivo do governo com a criação dessa classificação é reduzir fraudes nos pagamentos de impostos, além disso ele também ajuda os órgãos públicos a tomarem soluções mais pontuais sobre melhorias na legislação tributária.

Qual o objetivo da CNAE dentro de uma empresa?

Para que o Empresário obtenha o CNPJ é preciso que ele tenha indicação de uma CNAE na ficha cadastral de pessoa jurídica junto à receita federal.

É importante também para empresa que visa o enquadramento tributário correto, especialmente pelos optantes do regime tributário Simples Nacional.

A escolha da Classificação Nacional de Atividades Econômicas para sua empresa garante que você elimine gastos desnecessários como tributos e também que sua empresa esteja legalizada.

O que é o Simples Nacional?

O simples Nacional foi criado para pequenas e médias empresas, incluindo os MEIs (microempreendedores individuais). O Simples Nacional está totalmente ligado ao CNAE.

O simples Nacional tem por objetivo simplificar a vida dos empreendedores, reduzindo a burocracia que envolve o recolhimento de impostos, apresentação de declaração, etc.

Como funciona o Simples Nacional?

Ele foi criado pela Lei complementar 123 de 2006, ele tem por objetivo a vantagem de recolhimento de impostos mensais por meio de única guia, o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Items
R$0,00